Você já teve dor de cabeça alguma vez na vida? É claro que sim! Todos nós já tivemos pelo menos um episódio de dor de cabeça na vida, tenha sido ela de forte ou de fraca intensidade. A questão é que existem vários “tipos” de dor de cabeça; a enxaqueca é um deles.

O que exatamente é a enxaqueca?

É um tipo de dor de cabeça que acomete 15 a 30% dos indivíduos, sendo mais comum em mulheres do que em homens. É recorrente, caracterizada por momentos de crise e momentos de acalmia.

Quais são as características da enxaqueca?

Dor moderada ou intensa em um dos lados da cabeça, pulsátil, que dura várias horas (ou dias). Pode vir acompanhada de náuseas/vômitos e sensibilidade à luz e ao som (aumentam a dor). Pode ser intensa ao ponto de impedir que o indivíduo realize atividades do dia a dia.

Já ouviu falar em aura da enxaqueca? Sabe o que é isso?

Aura é o nome dado a alguns sintomas que antecedem ou acompanham a crise de enxaqueca, tais como: alterações visuais (“estrelas” ou pontos que “piscam” na visão do indivíduo), alterações de sensibilidade (formigamentos), alterações motoras, entre outros.

Existem sintomas que “avisam” o paciente de que ele terá uma crise de enxaqueca?

Sim, alguns pacientes apresentam o que chamamos de pródromo, que são sintomas que aparecem horas ou dias antes da crise e “avisam” o indivíduo de que a mesma está chegando. São eles: mal estar, alterações no humor (irritação, tristeza), sonolência, desejo por certos alimentos, ansiedade, déficit de memória, entre outros.

O que desencadeia uma crise de enxaqueca?

Existem fatores que geram/pioram uma crise de enxaqueca, portanto, devem ser evitados pelo paciente. São eles: alguns alimentos (chocolate, pimenta, café, vinho e outras bebidas alcoólicas, alimentos fritos e alimentos gordurosos), jejum prolongado, estresse emocional, problemas de sono (dormir mais ou menos do que o costume), estímulos luminosos (ambientes muito claros, luzes piscantes), período menstrual, odores muito fortes, mudanças bruscas de temperatura, esforço físico.

Enxaqueca tem tratamento?

Sim. Existe tratamento para a crise aguda de enxaqueca e também para evitar que novas crises surjam. Para isso, não se automedique, procure atendimento médico.

Acho que tenho enxaqueca, qual médico devo procurar?

O médico especialista em dor de cabeça é o neurologista.

Você pode procurar o clínico geral, caso o acesso ao neurologista não seja tão fácil para você. O clínico vai te avaliar, vai tratar sua dor e te encaminhará ao especialista, se for o caso.