Anúncios

A China informou que vai autorizar a exportação por 25 novos frigoríficos brasileiros, a decisão foi tomada antes mesmo da visita do presidente Jair Bolsonaro ao país. Dos autorizados, 17 frigoríficos trabalham com carne bovina, 6 com carne de frango, 1 com carne suína e 1 com asininos. Estes 25 novos habilitados passarão a integrar a lista de exportadores junto aos 64 frigoríficos que compunham a lista anterior.

Sem dúvidas, este é um importante passo para os estabelecimentos, pois a China é o principal importador de carne do Brasil, juntamente com Hong Kong. O país importa 40% do total exportado pelos frigoríficos brasileiros. Além disso, o Brasil vende aproximadamente US$ 2,5 bilhões por ano.

Aurora/Cocari, exemplo de sucesso

Na lista divulgada está a Unidade Industrial da Aurora em Mandaguari-PR, que trabalha em intercooperação com a Cocari. A cooperativa passará, portanto, a fazer parte do grupo que exporta frango para o país. Atualmente, a unidade da Aurora abate 170.000 frangos por dia e está habilitada para exportar para mais de 50 países. Dentre eles, 12 destinos se destacam em volume de exportação: África do Sul, Canadá, Chile, Japão, México, Rússia, União Europeia, China, Vietnã, Emirados Árabes, Hong Kong e Jordânia.

Para o gerente da unidade da Aurora em Mandaguari, Gilmar Gruber, a habilitação da Unidade de Mandaguari para o Mercado Chinês representa mais uma conquista alcançada como resultado de um trabalho desenvolvido em conjunto. “Este mercado é muito importante para a Aurora Alimentos, a conquista é o resultado do trabalho em equipe dos colaboradores da Aurora Alimentos e todos nossos parceiros e Cooperativas Filiadas, como a Cocari aqui em Mandaguari-PR”, afirmou.

O presidente da Cocari, Vilmar Sebold, que esteve recentemente na China e fez considerações sobre a cultura e mercado chinês, também frisou a importância da habilitação, bem como o sucesso da intercooperação que ocorre em Mandaguari-PR. “Nós, da Cocari, temos orgulho de ser uma das 11 Cooperativas Filiadas à Aurora. Parabéns pela conquista!”, concluiu.

Redação da C7 Comunicação