A Justiça está investigando o envolvimento de uma atriz de Hollywood, a neta de uma princesa e até o filho de um ex-presidente mexicano em atos cruéis em uma seita que recrutava escravas e estas mulheres acabavam sendo marcadas como se faz com gado.

A seita NXIVM, teve início no ano de 1998 em Nova York, Estados Unidos e a princípio dizia ser um grupo de autoajuda comandado por Keith Raniere, de 57 anos. Ela afirmava que esta comunidade sempre se guiava pelos ‘princípios humanitários’, buscando resposta para as mais importantes questões que dizem respeito ao sentido de ser humano.

Para participar, era preciso pagar caro para adquirir um manual que trazia pensamentos da escritora Ayn Rand. Quando a pessoa conseguir entrar para os cultos, era preciso assinar um contrato de confidencialidade e prometer não revelar nada para outras pessoas. Em seguida, estes novos membros eram convencidos a investir muito dinheiro em algumas aulas extras sobre a comunidade.

Mas em março do ano passado, investigadores começaram a desvendar o que realmente estava por trás desta irmandade secreta e o FBI divulgou um relatório revelando que dezenas de mulheres eram escravizadas, tinham que trabalhar e manter relações contra sua vontade, sendo que Keith Raniere promovia um sistema de rodízio com os demais membros.

A atriz Allison Mack, que foi ‘Chloe Sullivan’ na série Smallville, é acusada de ser a responsável por recrutar mulheres para a seita. Ela até tentou atrair a atriz Emma Watson. Agora, Allison poderá pegar até 15 anos de prisão, ou mais e está aguardando o julgamento e usando pulseira eletrônica.