© Reprodução / RecordTV O jornalista poderá ser indiciado por crimes de natureza sexual

Recentemente, doze funcionárias da RecordTV denunciaram o repórter Gerson de Souza por assédio sexual nos bastidores da redação do ‘Domingo Espetacular’. Agora, a Polícia Civil de São Paulo intimou o profissional para depor e dar sua versão sobre os casos.

Segundo informações do ‘Notícias da TV’, a Secretaria de Segurança Pública informou que “o caso é investigado pelo 23º DP (Perdizes). Vítimas e testemunhas foram ouvidas e o suspeito será intimado para prestar depoimento na unidade”.
Até o momento, a data do depoimento de Gerson não foi marcada. O jornalista poderá ser indiciado por crimes de natureza sexual.

Por outro lado, Gerson de Souza nega ter assediado e que estava sendo vítima de “revanchismo” de uma produtora, que atua nos bastidores apurando informações para quem aparece no vídeo. Essa profissional relatou à Record e à polícia que Souza a beijou sem seu consentimento, enquanto ela trabalhava.