Foto / Portal Palotina

Por volta das 10 horas, policiais rodoviários federais participavam de uma ação de fiscalização da Operação Muralha, em conjunto com o Exército Brasileiro (EB), na BR-163, em frente à Unidade Operacional Ponte Ayrton Senna, quando o motorista de uma caminhonete Ford Ranger desobedeceu a ordem de parada.

O motorista acelerou e jogou o veículo na direção de um dos policiais rodoviários federais, que conseguiu sair da frente e evitar o atropelamento.

Na sequência, a caminhonete seguiu pela ponte, na direção do Mato Grosso do Sul, em alta velocidade e fazendo ultrapassagens forçadas, colocando todos os usuários da rodovia em risco.

Para evitar uma colisão frontal sobre a ponte, a equipe da PRF solicitou que policiais rodoviários federais que estavam do outro lado, em Mundo Novo (MS), bloqueassem a pista.

A caminhonete furou o primeiro bloqueio, mas parou diante de uma terceira viatura da PRF, que estava alguns metros à frente.

De nacionalidade paraguaia, os dois ocupantes da caminhonete foram presos em flagrante pelos crimes de receptação, porte ilegal de arma de fogo, direção perigosa e tentativa de homicídio.

Dentro da caminhonete, próximo ao banco do motorista, havia um revólver calibre 38, com 6 munições, pronto para uso

A caminhonete havia sido roubada minutos antes, em Guaíra, por três homens armados, que fizeram uma família refém.

Um pouco mais cedo, por volta de 8h20, outros dois homens, um brasileiro e um paraguaio, foram presos por receptação.

Essa outra dupla, que estava em uma caminhonete Nissan Frontier, também desobedeceu a ordem de parada dos agentes da PRF e do EB que participavam da Operação Muralha, iniciando uma tentativa de fuga em alta velocidade pela Ponte Ayrton Senna, na BR-163.

Mais à frente, os dois abandonaram a caminhonete em uma estrada rural e fugiram a pé. Minutos depois, os agentes da PRF localizaram e prenderam a dupla. A chave da caminhonete estava com um deles, que admitiu ser o motorista.

Com placas clonadas, a Frontier havia sido roubada no último dia 20 de maio, em Curitiba (PR). Os dois homens foram presos pelos crimes de receptação, direção perigosa e adulteração.

A PRF encaminhou os quatro presos e as duas caminhonetes recuperadas para a Delegacia de Polícia Civil em Guaíra.

Mais fotos clique aqui

Portal Palotina