Anúncios

A Justiça aceitou a denuncia do MP-PR por improbidade administrativa e determinou o bloqueio de bens em R$ 273 mil do político, que é o equivalente a 15 salários do prefeito.

O MP-PR informou que a festa aconteceu em um pátio de posto de combustíveis, em fevereiro, com música ao vivo, aglomerações e com várias pessoas sem máscaras.

A promotoria quer também que o prefeito seja obrigado a pagar R$ 250 mil em multa por danos sociais e morais.

A ação civil pública foi aberta após a promotoria receber imagens que mostram o prefeito na festa conversando com outras pessoas.

Conforme a denúncia, a promotoria afirma que o político infringiu os decretos estaduais e municipais, além de ter sido omisso na fiscalização.