O câncer de mama é o tipo mais comum de câncer no Brasil, depois do de pele. É também a principal causa de morte por câncer na população feminina brasileira. Por isso, é extremamente importante falar sobre ele!

Importante lembrar que o câncer de mama afeta também homens, embora seja muito mais comum em mulheres.

O que causa o câncer de mama?

O câncer (qualquer um deles) é uma doença complexa, para a qual não existe somente uma causa, geralmente há um conjunto de fatores causadores. Com o câncer de mama não é diferente. Os principais fatores de risco para essa doença são: ser mulher (principalmente acima dos 40 anos de idade), ter casos de câncer de mama na família (mãe, irmã, filha, principalmente), ingestão de bebida alcoólica em excesso, obesidade (principalmente após a menopausa), sedentarismo, ter tido a primeira menstruação antes dos 12 anos de idade, não ter tido filhos, “entrar na menopausa” após os 55 anos de idade, ter tido filho após os 30 anos de idade, utilizar terapia de reposição hormonal por muitos anos, dentre outros.

Quais são os sinais e sintomas do câncer de mama?

O tumor de mama pode apresentar-se como um “caroço” endurecido na mama (geralmente na região mais próxima da axila), de crescimento geralmente lento e indolor, presença de pele avermelhada na região da mama ou mesmo de feridas, alterações no mamilo, saída de secreções anormais pela mama.

Caso perceba algumas dessas alterações, procure um ginecologista para investigação.

O que é a mamografia?

É um raio-X das mamas, indicado pelo Ministério da Saúde para mulheres entre 50-69 anos de idade. Esse exame auxilia no diagnóstico de tumores, mesmo que a mulher ainda não tenha nenhum sinal ou sintoma de doença.

O que é o autoexame?

É o exame feito pela própria mulher (sem auxílio de profissionais de saúde), uma vez por mês, para identificar possíveis lesões suspeitas de câncer.

Atenção: o autoexame das mamas não substitui o exame clínico do médico e nem a mamografia. Portanto, o acompanhamento médico deve ser feito mesmo que o autoexame encontre-se normal!!

O câncer de mama tem tratamento?

Sim, o câncer de mama pode ser tratado com cirurgia, radioterapia e quimioterapia, a depender do tipo e do estágio em que se encontra. Importante lembrar que os tumores descobertos em estágios iniciais, obviamente têm mais chances de ser curados, daí a importância do autoexame, da mamografia e do acompanhamento médico periódico.

Existe prevenção para o câncer de mama?

Manter o peso corporal adequado, praticar atividade física e evitar o consumo de bebidas alcoólicas são atos que ajudam a reduzir o risco de câncer de mama. Além disso, mulheres acima de 40 anos devem fazer exame clínico das mamas anualmente com seus médicos ginecologistas e, as que têm entre 50-69 anos, devem fazer mamografia bianualmente, conforme orientações do Ministério da Saúde.