Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2019/03/oito-criancas-sao-baleadas-dentro-de-escola-em-suzano-na-grande-sp.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

Bombeiros foram acionados após pessoa entrar atirando; estado de saúde de vítimas é incógnita.

Por Folha/UOL.

Ao menos cinco crianças e uma diretora foram mortas em um ataque a tiros em uma escola estadual de Suzano, cidade localizada na região metropolitana de São Paulo.

Segundo informações da Polícia Militar, dois homens encapuzados, que aparentam ser adolescentes, atiraram contra os estudantes e, em seguida, se mataram na escola Raul Brasil, na região central da cidade. Informações da equipe médica no local são de que há outras 17 pessoas feridas, mas não ficou claro quantas seriam crianças.

A escola oferece ensino fundamental e médio e um centro de estudos de língua.

Segundo um vizinho que se identificou como Juliano, o atentado aconteceu pouco após o início das aulas no período matutino.

“Moro ao lado, vi um tumulto e fui para lá. Cheguei e estava um tumulto, várias crianças saindo correndo ensanguentadas.Um desespero, professor, funcionário, todos correndo”, afirmou. Foram acionadas seis unidades de resgate dos Corpo de Bombeiros, três do Samu, dois de suporte avançado e dois helicópteros águia.

Atualizando

Mais 1 vítima veio a óbito no hospital, atualizando os óbitos foram 5 alunos, 1 funcionário os 2 atiradores e uma nona vítima no hospital. 17 pessoas foram encaminhadas aos hospitais da região.

Mais 1 óbito confirmado totalizando então 7 adolescentes mortos, 5 dentro da escolas e 2 acabaram falecendo nos hospitais.

Atualizando a informações sobre as vítimas, dentro da escola foram mortos 4 crianças, 2 funcionários e depois se mataram, nos hospitais foram mais 2 alunos em óbitos.