Foto / Portal do Tossinha.

Por volta de 16:00h desta quarta-feira (12), a Policia Militar 190 recebeu denúncia de um morador da zona rural de que um corpo de uma mulher foi encontrado na zona rural de Mandaguari.

Foi deslocado uma unidade para estrada da Promessa mais precisamente no KM 03 na propriedade Fazenda do Simão, chegando no local foi encontrado o corpo de uma mulher caída sobre um entulho. Os Policiais chamaram o Samu 192 os socorristas Douglas, Maria Roseli e Fernando rapidamente chegaram ao local identificando que a pessoa do sexo feminino já se encontrava em óbito. A mulher foi identificada como Luana Rosa Alves de 30 anos moradora de Maringá.

Luana Rosa Alves de 30 anos moradora de Maringá.

Dr. Nery delegado de Mandaguari, esteve no local e juntamente com investigador Ronaldo e peritos da criminalística, deram iniciam às investigações para descobrir o que havia acontecido. O Instituto Médico Legal (IML) esteve no local e fez a remoção do corpo.

No local foram deixados junto com a mulher sua bolsa com documentos, celular e pertences pessoais, além de uma toalha do Motel Bem te vi que fica localizado à R. Antônio Volpato 2880 em Sarandi.

A partir daí os investigadores iniciaram os trabalhos, e após ouvir algumas pessoas e puxar gravações das câmeras de segurança do Motel foi possível chegar ao autor deste crime.

Por volta de 23:00h a Policia Civil de Mandaguari já havia localizado o autor que foi preso e confessou o crime.

O Delegado Dr. Neri passou mais informações ao vivo, e segundo as investigações apurou o seguinte:

O acusado identificado como Paulo Sérgio Rodrigues de 29 anos, chegou ao Motel Bem Te Vi por volta de meio dia e meia, na sequencia Luana que usava o nome de Bruna e era garota de programa chegou ao motel. O dois permaneceram por aproximadamente 2h no local, e segundo Paulo, Luana depois de ficar sabendo que ele tinha um comércio na cidade de Mandaguari começou a extorqui-lo querendo mais dinheiro e ameaçando chamar a Polícia.

Segundo versão de Paulo ele teria ficado nervoso e desferiu um soco em Luana, golpe esse que teria quebrado o nariz de Luana e a deixou desacordada, na sequencia ele teria asfixiado Luana com as próprias mãos. Após ter cometido o homicídio, Paulo teria colocado o corpo de Luana em seu veículo Fiat/Uno com placas de Mandaguari e se deslocou até a estrada da Promessa onde desovou o corpo.

O destaque também vai para a rápida elucidação deste caso, o Delegado Dr. Neri e investigadores resolveram o crime em menos de 7 horas, parabéns ao grande trabalho realizado pela Policia Civil sempre dando respostas rápidas à população.