(FOTO: EAST2WEST NEWS)

Previsão é de que a mulher fique de oito a 20 anos presa

Anúncios

Uma mãe matou o filho estrangulado e alegou à polícia que cometeu o crime para que o bebê não morresse de fome, já que ela não teria a mínima condição de sustentar a criança.

Recentemente, Yulia Khabitova, de 28 anos, teve que usar uma boneca para reconstruir o crime brutal junto à polícia de Bascortostão, na Rússia. 

Mãe mata filho estrangulado por não ter dinheiro para alimentá-lo

De acordo com Yulia, antes de cometer o crime ela disse ao pequeno que “tudo ficará bem, você nunca mais terá fome“.

A reconstrução do crime foi gravada, e nas imagens é possível ver a mulher tremendo enquanto confessa em lágrimas que estrangulou a criança.

Logo depois de o matar, Yulia mostra que cavou um buraco e enterrou o filho em um cobertor.

Conforme ela, não tinha mais comida na geladeira, e a criança estava desesperada e sempre com fome. “Eu o estrangulei, o envolvi em um cobertor e enterrei sob o estrume. Eu não tinha dinheiro suficiente nem para comprar comida para ele”, confessou ela à polícia.

De acordo com o The Mirror, ao encontrarem o corpo do menino, de apenas um ano, policiais locais choraram ao se depararem com o enterro improvisado da criança.

Babá que cuidou da criança afirmou que menino sentia fome

Antes do crime, a mãe do menino conseguiu um emprego para empilhar prateleiras de alimentos, e precisou pagar uma babá para cuidar do bebê

(FOTO: EAST2WEST NEWS)

Segundo a jovem que cuidou da criança, ela sentia pena do garoto.

Ele estava com fome. Eu comprei comida para ele, purê de legumes e carne, fiz refeições quentes para ele. A mãe dele disse que não tinha dinheiro para mais comida”, acrescentou a babá.

Khabitova, que também tem uma filha de cinco anos que estava dormindo no momento do assassinato, está detida há dois meses.

Agora, a previsão é de que ela fique de oito a 20 anos presa.