Bacca e Uribe perderam os pênaltis que tiraram time da Copa

Os jogadores Carlos Bacca e Mateus Uribe, da seleção da Colômbia, estão recebendo ameaças de morte em suas redes sociais desde que erraram os pênaltis que culminaram na eliminação de sua seleção da Copa do Mundo, contra a Inglaterra, ontem (3).

Após o empate de 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, a Inglaterra derrotou a Colômbia nos pênaltis, com o goleiro Jordan Pickford defendendo o pênalti de Bacca, e Uribe chutando sua penalidade no travessão.

Além deles, outro colombiano foi ameaçado de morte, o meio-campista Carlos Sánchez. Na ocasião, o jogador de 33 anos foi expulso logo aos três minutos da partida contra o Japão, na fase de grupos. Com um jogador a menos, a Colômbia não conseguiu bater os japoneses e acabou perdendo por 2 a 1.

Na Copa, o atacante dinamarquês Nicolai Jorgensen também foi ameçado de morte após ter perdido o pênalti decisivo contra a Croácia. Um caso semelhante aconteceu com a seleção colombiana no Mundial de 1994, nos Estados Unidos. Na ocasião, o zagueiro Andrés Escobar marcou um gol contra na derrota por 2 a 1 contra a equipe norte-americana, selando a eliminação da promissora Colômbia na primeira fase da competição. Logo após a Copa, o jogador recebeu diversas ameaças e foi assassinado em Medellín, aos 27 anos.

Após esse assassinato de Escobar, qualquer tipo de ameaça a pessoas públicas em rede social são investigadas pela polícia colombiana.(ANSA)

Fonte: Noticias ao Minuto