Italica Grondona, a italiana de 102 anos que recuperou da covid-19

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso.

“Chamamos-lhe Highlander, a imortal”, contou à CNN Vera Sicbaldi, médica do hospital San Martino, em Génova, que tratou Italica Grondona. “Representa a esperança para todos os idosos que estão a enfrentar esta pandemia”, acrescenta.

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde italiano, a idade média das pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus e que, posteriormente, não resistiram à doença é de 78 anos.

Segundo a médica italiana, Grondona foi hospitalizada, no início de março, com “leves falhas cardíacas” e só tinha “sintomas ligeiros” da covid-19. “Por isso, fizemos o teste e deu positivo, mas não tivemos de fazer quase nada, recuperou sozinha“, explicou.

O canal televisivo acrescenta ainda que o caso desta italiana é tão impressionante que a equipe médica responsável decidiu estudá-lo de forma mais aprofundada.

“Recolhemos algumas amostras. É a primeira paciente que conhecemos que pode ter atravessado a gripe espanhola, uma vez que nasceu em 1917″, disse Sicbaldi, referindo-se à pandemia que matou cerca de 50 milhões de pessoas.

Grondona saiu do hospital no dia 26 de março e encontra-se agora num lar. Em declarações à CNN, o sobrinho, Renato Villa Grondona, diz não saber qual é o segredo da tia, apenas que “é uma mulher livre e independente”.

O seu único filho morreu, há várias décadas, nos Estados Unidos. “Mas ela adora a vida, dançar e música. Adora o Freddie Mercury e o Valentino Rossi”, acrescentou o familiar.

ZAP //