Foto / Alex Willian

Por: Tarobá News

A batida que vitimou um homem e seu filho na tarde desta sexta-feira (13), na PR-445, não foi um acidente: de acordo com Érica Patrícia Kuasne, seu ex-marido, Marco Antonio Alves, de 45 anos, provocou a colisão com o intuito de matar o filho do casal, Matheus Gabriel Kuasne Oliveira, de 9 anos. “Ele não aceitava o fim do nosso relacionamento e me mandou diversas mensagens dizendo que iria matar o menino para eu aprender; ele sempre foi um psicopata, jogou o carro embaixo de uma carreta e matou meu filho”, disse Érica, no IML.

Em mensagens enviadas à ex-esposa, Marco Antônio afirmou diversas vezes que iria puni-la. “Vou fazer isso pra você sentir falta pro resto da sua vida (…) então você achou que eu ia aceitar numa boa, ia ser o idiota da história?!”. Em outra mensagem, ele pergunta se Érica quer ouvir a voz do filho pela última vez e encaminha um vídeo da criança dizendo adeus à mãe.

Em entrevista, ela também informou que o ex-companheiro era agressivo e tinha feito o mesmo trajeto com ela pouco tempo antes. “Estou cheia de hematomas pelo corpo, ele gritou, disse que iria me matar, mas infelizmente ele fez com o meu filho, o Matheus foi assassinado”. Érica declarou que o menino tinha voltado da escola, almoçado e saído para brincar, momento em que o pai aproveitou para levá-lo embora. “Perguntei pra minha outra filha se o Matheus estava em casa e ela me disse que ele tinha ido lá fora brincar. Marco Antônio não aceitava ver que eu estava vivendo novamente sem ele”, completou Érica.

A batida

Na tarde desta sexta-feira, o Chevrolet Corsa dirigido por Marco Antonio Alves ficou destruído após uma colisão frontal com um caminhão na PR-445, saída para Curitiba. Ele e o filho morreram na hora.