Foto: Reprodução/RIC Record TV

Somente em Curitiba, ele fez pelo menos seis vítimas; a tática usada era sempre a mesma: seduzir, ganhar confiança e executar o crime.

Anúncios

Thiago Cristiano Bosch, de 27 anos, procurado por aplicar golpes em mulheres de vários estados brasileiros foi preso em Balneário Camboriú, Santa Catarina.

Ao ser abordado pela Guarda Municipal, o golpista forneceu um nome fictício. No entanto, logo que sua verdadeira identidade foi descoberta, os agentes constaram que havia um mandado de prisão por estelionato, expedido em João Pessoa, na Paraíba, contra ele.

De acordo com a polícia, só em Curitiba, o rapaz aplicou golpes em pelo menos seis vítimas. A tática usada era sempre a mesma: usar um nome falso, seduzir, ganhar confiança e executar o crime.

Uma jovem, que prefere não se identificar, conta que após iniciar um romance com o suspeito, ele roubou seu carro enquanto ela tomava banho. Câmeras de segurança registraram o galã quando ele pulava o muro e furtava o veículo.

“Ele estava hospedado em um hotel aqui em Curitiba. Quando eu senti falta do veículo, fui até o hotel e ele já tinha feito check out. Tem até as filmagens dos vizinhos que ele pulou o muro da minha casa, a chave do carro estava na ignição e o controle também e ele furtou o veículo”, explica.

Uma outra vítima teve um carro importado roubado logo após um encontro em um hotel. Os dois estavam no quarto, quando ele desceu com a chave do automóvel e nunca mais apareceu. A vítima ficou sozinha dentro do estabelecimento e sem o veículo.

Na sequência, a mulher foi até a casa de uma familiar de Thiago. Porém, debaixo de chuva, a mulher informou que não sabia do paradeiro do jovem. Poucos dias depois, ele anunciou o veículo para a venda em uma rede social. Na publicação Thiago escreveu que o veículo iria virar ‘pizeira’.

Quem é o galã do crime?

Nas redes sociais, Thiago costumava ostentar um vida de luxo, com viagens, festas e hotéis caros. Tudo pago com o dinheiro que ele roubava das vítimas. Ele já chegou a ser preso em Minas Gerais, após cometer crimes semelhantes, no entanto, acabou sendo solto posteriormente.

 

Thiago foi preso em Balneário Camboriú na última quinta-feira (7). (Foto: Reprodução/RIC Record TV)

Natural de Curitiba, a família evita contato com o jovem devido aos golpes que ele aplicou contra os próprios familiares.

Seu pai, que vive na região metropolitana da capital, não quis gravar entrevista. Mesmo assim, confirmou que já teve a casa invadida duas vezes por bandidos que procuravam pelo filho e lamentou o envolvimento de Thiago com o mundo do crime.

“É muito difícil a gente falar sobre um filho que está nesse mundo, o mundo do crime, o mundo da droga, lesando as pessoas, é muito triste”, declarou o homem, que escolher manter o anonimato.

Ric Mais Record

Compartilhe o post com seus amigos!