A Cocari promoveu, no dia 14 de agosto, o Dia de Campo de Café, com a finalidade de difundir tecnologia e conhecimento sobre a cultura de café. Na oportunidade, mais de 200 participantes foram recepcionados na Associação Atlética Cocari, para um dia de palestras com os professores Dr. Cezar Francisco Araujo Junior, do Iapar; e Osvaldo Martins Rodrigues, da Emater; além de visitação pelas lavouras experimentais do Centro Tecnológico Cocari.

Presenças – O evento foi prestigiado pelo presidente da Cocari, Vilmar Sebold; o vice-presidente, Dr. Marcos Trintinalha; o diretor executivo, João Carlos Obici; os superintendentes Éric Heil de Araújo (Comercial), Jacy Cesar Fermino da Rocha (Logística Integrada) e João Paulo Burihan Faria (Financeiro); e o diretor conselheiro, José Carlos Rosseto. Também participaram o presidente da Câmara Municipal, Hudson Guimarães; o superintendente da Caixa Econômica Federal, Arthur Silva; e o presidente do Sindicato Rural Patronal de Mandaguari, Antonio Galera Gonçalez.

Superação – Durante a abertura do evento o presidente destacou a força do cooperativismo e se lembrou da perseverança dos cafeicultores paranaenses. “Em 1975 nós passamos por uma grande dificuldade, a geada do dia 17 de julho. Com isso, nós tivemos êxodo rural, enfrentamos muitos problemas, mas, juntos, chegamos até aqui, abraçando novas oportunidades que transformaram o Paraná no que ele é hoje”, frisou.

Manejo de solos – A cooperativa tem dado ênfase à importância do manejo correto e da conservação adequada do solo, para alcançar os índices desejados de produção, mantendo uma agricultura sustentável. Por esse motivo, o professor Dr. Cezar Francisco Araujo Junior palestrou a respeito do manejo de solo para a cultura do café. Em sua fala, o professor ressaltou aspectos essenciais como a necessidade de um processo adequado de calagem, gessagem, fosfotagem, além do manejo correto de plantas invasoras.

Broca-do-café – A broca-do-café é um dos problemas mais recorrentes nas propriedades cafeeiras. Pensando nisso, o professor Osvaldo Martins Rodrigues trouxe uma palestra voltada para o controle dessa praga que pode chegar a comprometer 100% de uma lavoura. O professor destacou maneiras eficientes de controlar a broca-do-café, como o uso de quebra-ventos, potencialização de controle natural, além de uma armadilha que ajuda o produtor a encontrar o momento exato para aplicar os defensivos.

Festival da Coada – O Dia de Campo também foi espaço para o tradicional Festival da Coada de Café. No concurso, os participantes levaram os cafés produzidos em suas propriedades e fizeram o famoso cafezinho, que foi avaliado pelos jurados: Sérgio Luiz Zafalon, técnico agrícola gerente do escritório local da Emater; Drª Patrícia Helena Santoro, pesquisadora da área de Fitotecnia do Iapar; e Dr. Dalton Shiguer Ito, pesquisador da área de Proteção de Plantas do Iapar.

Os vencedores foram:

1º lugar: João Narciso Cedran

2º lugar: Maria Alice Penachio Rosseto

3º lugar: Onilda Rosseto

Visitação – A parte da tarde foi reservada para que cooperados e técnicos visitassem as parcelas de variedades de café preparadas pelo Departamento Técnico no Centro Tecnológico Cocari. Além disso, os visitantes foram divididos em grupos e puderam conhecer produtos de empresas parceiras, de defensivos a maquinários agrícolas, aproveitando para planejar a próxima safra.

              Imprensa Cocari

Mais fotos: