Imagine uma mulher vivendo sob o mesmo teto com o atual namorado e o ex-marido. Imaginou? Agora pense numa briga, por ciúmes, entre os dois homens que termina com a morte de um deles? Pensou? Pois foi exatamente isso que aconteceu na tarde de ontem no município de Jaguariaíva, na região dos Campos Gerais.

Redação/Correio dos Campos – De acordo com a Polícia Militar, a corporação foi acionada por volta das 15 horas desta terça-feira (29) para atender a ocorrência em que um homem havia sido esfaqueado, no bairro Fluviópolis, depois de se envolver em uma briga com o autor.

Com apoio de bombeiros, a equipe da PM se deslocou até a região, onde encontrou a vítima ainda com vida, identificada como Albertino Fonseca Neto, de 33 anos. Segundo a PM, o homem morreu enquanto era transportado para o hospital da cidade.

Enquanto o resgate se deslocava com a vítima para atendimento, a PM conversou com testemunhas que apontaram Ezequiel Pilat, de 37 anos, como o autor da facada.
Segundo os informantes, Eziquiel morava com a ex-mulher, de 29 anos, e com a vítima, Albertino, na mesma casa.

De acordo com as informações, a briga entre os dois começou depois que o atual namorado flagrou a mulher e Eziquiel trancados no banheiro. Diante do flagrante, Albertino teria partido com uma faca para cima de Eziquiel, que tomou a arma durante a luta e acabou acertando a vítima no peito.

Percebendo a gravidade da situação, Eziquiel fugiu da região logo em seguida. Ele foi preso pela Polícia Militar pouco depois, e conduzido para a delegacia de Polícia Civil da cidade.

Colocado à disposição da justiça, o autor deve responder por homicídio qualificado, já que matou Albertino por motivo inicialmente apontado como fútil.

Versões para a polícia

Enquanto o autor do homicídio disse à polícia que tomava banho e que a ex-mulher teria entrado no banheiro para apanhar objetos, sem que houvesse contato algum entre eles, a antiga companheira relatou aos policiais que Eziquiel a teria forçado a entrar no cômodo para manter relações sexuais com ela.

Motivado por fúria ao presenciar a cena, disse a mulher, o atual namorado teria investido contra o homem que o mataria poucos minutos depois.