Anúncios

Na tarde desta terça-feira (17), a Polícia Militar e Polícia Civil conseguiram identificar e prender os assaltantes que estavam agindo na região de Marialva e Mandaguari.

Os meliantes estavam agindo a cerca de 1 mês na região, sempre usando os mesmos modos operantes. Eles colocavam pedras no meio da rodovia, quando o veículo passava, furava pneu ou danificava o veiculo obrigado o condutor a parar.

Neste momento eles chegavam e anunciavam o assalto, os meliantes fizeram várias vítimas na BR-376 e PR-444.

A ação começou na BR-376 no trecho do KM 192 nas proximidades do motel Greenish em Marialva, até um funcionário da concessionária que administra a rodovia foi alvo dos meliantes.

Após intervenção da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os meliantes mudaram para a PR-444 onde acharam que não teria policiamento. Eles chegaram a trocar tiros com a PRF.

Na madrugada desta terça-feira (17) eles voltaram a agir na PR-444, um veículo Honda/Civic foi levado e abandonado na zona rural de Mandaguari, eles só abandonaram o veículo por conta do dano causado pelas pedras colocadas na rodovia.

Enquanto o veículo era recuperado pela Polícia Militar, outra equipe da inteligência conseguiu prender os assaltantes na cidade de Marialva.

Segundo informações um dos meliantes estaria em um bar realizando uma live quando foi surpreendido, ele tentou fugir mais foi preso posteriormente.

Após ele ser preso teria apontado os outros meliantes, um dos assaltantes seria segurança em um Shopping na cidade de Maringá.

Acompanhe abaixo o boletim registrado pela Polícia;

Descrição sumária: Em diligências do roubo ocorrido conforme bou nº1183***, foi localizado o veículo roubado, Honda/Civic com placas BCL-6156, próximo à rodovia PR-444, na zona rural de Mandaguari, nos fundos do Jardim Havaí.

Em ato contínuo, a equipe de Marialva visualizou o veículo Fiat/Pálio com placas CHS-3109, o qual havia suspeita de ter sido utilizado para o cometimento do roubo.

Foi, então, realizada abordagem no veículo, o qual estava sendo conduzido pela pessoa de F.P.C.S e D.O.S., em ato contínuo foram enviadas fotos dos indivíduos para as vítimas, as quais de pronto reconheceram os indivíduos como sendo os autores do crime.

A pessoa de F. estava com as roupas de uma das vítimas no veículo, estava também um aparelho celular e óculos das vítimas.

Em ato contínuo, as equipes deslocaram até a residência de F. localizada na Rua Ipiranga no Jardim Regência em Marialva, sendo que o mesmo quando chegou no local tentou se evadir da equipe.

Foi necessário realizar um cerco policial numa chácara aos fundos do Jardim Regência, e após intensa perseguição a pé, a pessoa de Felipe pulou o muro de várias casas, adentrando em meio ao matagal, cerca de arame farpado, por cima de telhado de residências.

Sendo então posteriormente capturado escondido aos fundos de um lava jato localizado no Jardim Presidente.

Vale ressaltar que  F. correu por aproximadamente 30 minutos, inclusive pulando um muro alto de aproximadamente 8 metros, vindo a ser encontrado com escoriações nas pernas, braços, costas, rosto e demais partes do corpo, visto que o mesmo correu a pé, sem camisa e descalço vindo a se lesionar durante essa tentativa de fuga.

Sendo então encaminhado ao pronto socorro municipal, onde foi medicado, além de realizar raio x no pé, não sendo encontrado nenhum sinal de fratura.

Na residência, foi localizado o simulacro utilizado no crime, bem como um notebook da vítima. A pessoa de F. informou às equipes que o crime foi realizado com a participação de C.H.M.S.F. e J.P.A.A, que foi encontrado em seu aparelho celular mensagens de ambos combinando o crime.

Em ato contínuo, as equipes deslocaram até a Rua XV no Jardim Progresso em Mandaguari, onde havia informações de que possivelmente os outros autores estavam.

O local também é conhecido no meio Policial por ser um ponto de tráfico.

Chegando no local, a pessoa de D.C., tentou fugir para os fundos da residência, bem como arremessou alguns objetos por cima do muro, na tentativa de dispensá-los.

Os objetos arremessador foram encontrados posteriormente, tendo constatado se tratar de um invólucro contendo diversas porções de substância análoga a maconha, aparelho celular, carregadores, cigarro, todos enrolados formando um objeto típico para arremesso em cadeias.

Na residência, foi localizada uma balança de precisão e notas diversas. Em ato contínuo, as equipes de Marialva, em patrulhamento pela Rua Ernesto Crevelaro em frente ao nº 246, verificaram uma residência com indivíduos suspeitos, sendo constatado que um deles se tratava da pessoa de J.P.A., o qual foi detido.

Ao mesmo tempo, um dos indivíduos ao verificar a presença das equipes policiais tentou fugir, sendo posteriormente capturado e constatado se tratar da pessoa de C.H.M.S.F.

A pessoa de C. relatou que participou do roubo, conduzindo o veículo até o local e juntamente com J.P. ficaram com o veículo escondido no matagal. F. e D informaram que deram voz de roubo às vítimas.

Compartilhe o post com seus amigos!