Tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é o sonho de muitas pessoas. Alguns não conseguem de primeira, mas não desistem e tentam outra vez. Assim aconteceu com a executiva comercial Darlene Soares, de 25 anos, que só conseguiu passar no teste depois de reprovar 8 vezes. Por causa da dificuldade que enfrentou para conquistar a tão sonhada carteira, a paraibana, natural de Boa Vista, localizada a 170 km da Capital, comemorou a aprovação com uma festa, como havia prometido aos familiares e amigos. O bolo da comemoração ganhou uma personalização da CNH de Darlene.

“Quem me conhece sabe dessa história. Eu dei início ao processo em janeiro de 2016, junto com uma amiga minha. Eu passei de primeira na legislação, psicotécnico e na prova de moto. Nas aulas de carro, que eu nunca tive dificuldade, foi o problema: reprovei por 8 vezes”, explicou Darlene.

A executiva comercial disse que chegou a desistir de tentar por um tempo, mas, por causa do incentivo de pais e amigos, ela decidiu retomar o processo na metade do ano passado. “O processo chegou a vencer e eu tive que dar baixa na carteira. Fiquei então só na carteira de moto. Quando foi em julho de 2017, eu decidi reabrir o processo de carro. Tive muito incentivo dos meus pais e amigos, então prometi a eles que faria a festa se eu fosse aprovada dessa vez”, contou Darlene ao Portal Correio.

Na primeira tentativa, quando o carro bateu, Darlene disse que ficou com o trauma de fazer o teste. “Eu sofria. Teve uma vez que tomei calmantes e fiquei dopada. Só meus familiares sabem o que passei”.

Darlene ainda relatou que, em Boa Vista, as pessoas questionavam sobre a aprovação. “Lá em Boa Vista as pessoas perguntavam: ‘Darlene, e a carteira?’. Com muita garra e persistência eu consegui”.

Nova Cruz Oficial.