Lizeth Lorena Sanabria, da Universidade Nacional da Colômbia, conta que um dos seus professores do Mestrado de Ciências Naturais, Freddy Alberto Monroy, sempre se mostrou bastante acessível, cordial e disponível para ajudá-la com o doutorado.

Monroy foi, inclusive, escolhido para ser o orientador dela, na tese de final de curso. “Ele é muito hábil e consegue ganhar a confiança das pessoas, se mostrando interessado”, diz a jovem, citada pelo El Mundo.

Esta era a opinião que Lizeth tinha até que o professor começou a ter uma abordagem imprópria e ela decidiu que tinha de fazer alguma coisa para denunciar o comportamento.

A estudante, que chegou a pensar desistir do trabalho, decidiu voltar a encontrar-se com o professor para conseguir gravar a forma como agia quando estava sozinha com as alunas. Ao conseguir o registro, fez a denúncia. A universidade emitiu um comunicado, no Twitter, em que “expressa o seu maior repúdio pelas condutas sexuais” do professor e afirma que ele será submetido a um processo disciplinar.